Como prevenir a impotência sexual

A impotência sexual é um problema ao qual estão propícios, todos os homens em algum momento de sua vida.

É correto afirmar que as causas para o problema sejam várias, contudo deve-se tomar as medidas adequadas, procurando ajuda profissional o quanto antes para evitar o problema.

A principal maneira de um homem se prevenir contra a impotência é mantendo um estilo de vida mais saudável, buscando manter uma rotina de atividades físicas regulares e se alimentando adequadamente a fim de evitar problemas de saúde e principalmente problemas que comprometam as artérias.

Alguns suplementos naturais para desempenho sexual costuma ajudar bem e podem ser uma ótima opção também, caso do Azupower um dos mais usados no momento.

Como Diagnosticar o problema

Atualmente existem classificações para os tipos de impotência, podendo definir como leve, moderada ou grave.

Para elaborar um diagnóstico correto é necessário que o paciente se submeta a exames clínicos que permitam estabelecer um histórico clínico.

O paciente deve relatar ao médico, informações que são de extrema importância como conflitos e situações que abalem o sistema emocional como por exemplo a dificuldade de comunicação entre o casal, que também deve ser levada em conta.

Para fazer o diagnóstico mais preciso pode ser necessária uma entrevista com a parceira do paciente. Também serão analisadas condições psicológicas involucradas ao transtorno da ereção. É fundamental ainda que muito difícil, descartar a hipótese de depressão que é uma das causas mais comuns da impotência sexual.

Atualmente existem vários testes que ajudam a estabelecer o diagnóstico da disfunção erétil. Os especialistas nestes casos costumam usar um questionário com algumas perguntas São 5 perguntas elaboradas sensível e especificamente, com a finalidade de atingir uma determinada pontuação, onde se a mesma não alcança 21 ou chega a exatos, o paciente está passando pelo problema de disfunção.

Durante a conversa com o médico é importante que o paciente relacione medicamentos dos quais faz uso constante, se fuma ou bebe normalmente, se tem doenças como diabetes, hipertensão ou problemas relacionados às artérias.

Ainda nesta primeira consulta, o médico fará uma avaliação da região genital para descartar a presença de linhas fibrosas que representem alguma irregularidade nos vasos sanguíneos.

Ainda como meio de prevenção recomenda-se medir os níveis de testosterona, quando a impotência se caracteriza ou está diretamente ligada à falta de desejo.

Exames para análises da tireóide também devem ser feitos porque a variação hormonal é uma causa, ainda que rara da falta de ereção.

No caso de pacientes jovens com problemas específicos, exames mais complexos poderão ser a solução, além dos exercícios físicos. Neste caso poderão ser usados para o diagnóstico, o eco-Doppler, uma monitorização do pênis durante a noite, também poder aplicada uma injeção com medicamento.

Quando não está clara a causa da impotência sexual, as provas noturnas no pênis serão indispensáveis. Este tipo de avaliação pode ser feito em uma clínica ou laboratório específicos para tal finalidade.

Incidência

A impotência sexual ou disfunção erétil, como é também conhecida tende a aparecer com mais frequência em homens acima dos 40 anos de idade. Entre os 40 e 70 anos de idade é comprovado que pelo menos 30 a cada 100 homens sofrem algum tipo de impotência que pode variar de caso para caso.

Fatores que aumentam as chances:

  • Ser fumante;
  • Ser diabético;
  • Ter colesterol alto;
  • Sofre depressão;
  • Ter problemas cardíacos;
  • Tomar medicamentos para depressão ou para hipertensão

Saiba mais sobre a impotência sexual:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *