Como tratar disfunção erétil em jovens

Sim, você não leu errado! Existe sim o problema de disfunção erétil em jovens, e ele é muito mais comum do que se imagina. Eles costumam causar um tremendo desconforto e vergonha, motivos que fazem com que o jovem em questão não procure ajuda.

Diferentemente do que se pensa, esse problema não está diretamente ligado a questão de idade, de fato esse é um poderoso fator de risco, mas esse problema também relação a saúde hábitos de vida, como doenças e sedentarismo por exemplo.

Justamente por este tipo de problema de ereção estar aumentando na população mais jovem é que tantos jovens tem procurado por soluções “fáceis e rápidas” através de remédios como Viagra ou opções naturais como o Power Blue que é um suplemento composto por maca peruana e outros ingredientes naturais que ajudam a combater a impotência.

Para que você entenda melhor sobre o assunto, preparamos esse artigo recheado de informações importantes sobre a disfunção erétil em jovens. Acompanhe!

Como acontece a disfunção erétil?

A ereção é promovida pelo aumento de fluxo sanguíneo no penes, consequentemente, a ausência dela, é causada pela baixa circulação sanguínea na região. Muitos sãos os fatores que podem causar o problema de disfunção erétil em jovens, de um modo geral eles são:

  • Questões emocionais como medo e insegurança,
  • Problemas psicológicos, como depressão, ansiedade etc.,
  • Doenças como diabetes, hipertensão e cardiopatias,
  • Obesidade, sedentarismo e má alimentação,
  • Uso excessivo de álcool, cigarro ou drogas,
  • E muitos outros fatores.

 

Dicas simples para acabar com a disfunção erétil

Apesar de ser um problema comum, a disfunção erétil em jovens faz muitas vítimas. Por sorte, existem algumas dicas simples que podem pôr um fim nessa condição tão desagradável. Veja quais são:

  1. Limpe seu armário de remédios: alguns medicamentos como antidepressivos, analgésicos, remédios para pressão arterial, narcóticos e anti-histamínicos podem causar disfunção erétil.
  2. Mantenha-se em forma: homens que possuem uma circunferência abdominal acima de 100 cm são 2 vezes mais propensos a ter problemas de ereção. Procure manter sua cintura com no máximo 88 cm.
  3. Pare de fumar: o tabaco danifica o revestimento dos vasos sanguíneos, afetando os músculos lisos, o que impede que o sangue flua livremente no seu pênis. Homens fumantes são 51% mais propensos a ter problemas de ereção.
  4. Não leve trabalho para casa: homens com cargos importante e empregos exigentes possuem rotina mais difícil e não conseguem deixar o trabalho no escritório. Isso gera ansiedade e impede que a ereção seja satisfatória.
  5. Tenha um sono de qualidade: dormir 5 horas por dia ou menos diminui os níveis de testosterona de jovens saudáveis em 10 %. Além disso, os hormônios que têm efeito sobre a ereção, a dopamina e serotonina, são regulados pelo sono. Portanto, tente dormir ao menos 7 ou 8 horas por dia.
  6. Controle o consumo de álcool: a bebida alcoólica dificulta a ereção. Mesmo que você não tenha bebido no dia do sexo, se o fez anteriormente, isso poderá prejudicar seu desempenho futuro. Além disso o álcool funciona como um depressor natural, o que pode causar menos excitação e mais cansaço.
  7. Pratique exercícios: uma rotina completa de exercícios pode reduzir consideravelmente inflamações corporais, o que ajuda a eficiência dos vasos sanguíneos.
  8. Evite a ansiedade: ela causa reações químicas que afetam diretamente sua capacidade de ereção. Ela também impede que os neurotransmissores responsáveis pela estimulação da ereção, entrem em ação.

Essas são apenas algumas dicas simples para acabar com a disfunção erétil em jovens, mas se você ainda tem dúvidas,vale a pena assistir um vídeo com mais informações sobre o assunto:

Alimentos que combatem a celulite

A maior parte das mulheres está sempre preocupada com sua aparência, em especial, com a temida celulite. E para se livrar desse problema, buscam constantemente tratamentos e remédios que possam livrá-las desses furinhos que tanto as incomodam. O que a maioria delas pode não saber é que o melhor jeito de lidar com a celulite é prevenindo e existem muitos alimentos que podem combatê-las.

Por isso, preparamos uma lista de alimentos que combatem a celulite para que você possa investir em um cardápio mais saudável. Além de inserir esses alimentos no seu dia a dia, é importante que você também evite alguns alimentos que ajudam no aparecimento da celulite, como os listados aqui:

Lista de alimentos que combatem a celulite

Antes de expor quais são os melhores alimentos que combatem a celulite, é preciso explicar que a mesma se trata de um processo inflamatório celular, causado pelo acúmulo de gordura subcutâneo, então algumas cápsulas naturais que contem componentes que atuam na prevenção do acúmulo de gordura também colaboram no combate a celulite, o Cell Blocker funciona desta forma.

Confira os alimentos que são um aliado no combate a celulite:

  • Banana: rica em potássio, ela estimula a drenagem linfática do organismo, além das fibras, que regulam o intestino e diminuindo a absorção de gorduras.
  • Azeite extra virgem: o azeite de oliva extra virgem é uma fonte de gordura monoinsaturada, e rica em vitamina E que possui efeito anti-inflamatório que combate os edemas acarretados pela celulite.
  • Frutas cítricas: são fontes ricas de vitamina C, e por isso, possuem uma potente ação antioxidante que eliminando as toxinas do corpo e diminuem o volume das células.
  • Arroz integral: ele possui baixo índice glicêmico e auxilia no funcionamento intestinal, além de aumentar a saciedade, ajudando no emagrecimento. Ele também é uma fonte importante de cromo, que atua no metabolismo dos carboidratos, o que inibe a absorção de toxinas, e elimina impurezas que podem prejudicar o quadro da celulite.
  • Cenoura: o betacaroteno presente em grande quantidade na cenoura é responsável por proteger as células e reduzir a inflamação, o que resulta em uma diminuição da celulite.
  • Gengibre: um potente aliado no aceleramento do metabolismo, que também possui efeito antioxidante. Essa maior agilidade metabólica faz com que o organismo absorva melhor as gorduras ingeridas e, assim, previne o surgimento da celulite.
  • Abacaxi: ele é rico em uma enzima conhecida como bromelina, que age como um poderoso anti-inflamatório, o que combate a celulite, que não passa de um processo inflamatório.
  • Abacate: rico em glutationa e ômega 9, duas substâncias anti-inflamatórias, o abacate também é um dos alimentos que combatem a celulite muito bem.
  • Maça: ela é rica pectina, um carboidrato que auxilia na absorção de gorduras e glicose no organismo que, por sua vez, libera menores quantidades de insulina, diminuindo assim, os processos inflamatórios do corpo.
  • Carne de peixe: especialmente o salmão, atum e sardinha, que são riquíssimos em ômega 3, um poderoso antioxidante, e em proteínas com baixo teor de gordura.
  • Frutas oleaginosas: como, por exemplo, nozes, castanhas do Pará e amêndoas são poderosas fontes de vitamina E, e ômega 3, que possuem ação antioxidante.
  • Soja: ela possui uma substância chamada isoflavona, que regula os níveis do hormônio feminino, o estrogênio. Quando ele é produzido em excesso, pode contribuir para o surgimento da celulite.
  • Chá verde: conhecido por suas qualidades antioxidantes e diuréticas, e também por ser um excelente regulador hormonal. É um dos melhores alimentos que combatem a celulite.

Dicas para limpar o organismo e melhorar a saúde

Para desintoxicar o organismo é muito importante favorecer o funcionamento dos rins, que são os encarregados de depurar e eliminar as toxinas e resíduos.

Como saber se precisamos desintoxicar nosso organismo? Em meio à correria, falta de tempo e as obrigações do dia a dia, muitas vezes recorremos a comidas do tipo fast food, semi prontas, processadas ou refinadas, com a consequente ingestão de gordura ou químicos como conservantes.

Mas essas não são as únicas toxinas que assimilamos, além dessas também somos expostos às que estão espalhadas no meio ambiente, como a fumaça do cigarro, a água contaminada, metais pesados e outros químicos.

O cansaço, o corpo pesado, problemas intestinais, pressão alta, dores de cabeça, olheiras, obesidade, falta de energia, mal humor ou depressão e estresse, são avisos que nos indicam sem dúvidas a necessidade de começar uma dieta desintoxicante.

Dicas gerais para se desintoxicar

Beber água com limão é um dos métodos mais simples e eficazes para limpar o fígado. Portanto, se recomenda que se consuma água com limão pura entre 6 a 8 vezes por dia.

  • Beba um mínimo de um litro e meio a dois litros de água por dia.
  • Evite as bebidas alcoólicas e refrigerantes. O vinho está permitido, mas nas seguintes proporções: meia taça de vinho tinto para as mulheres e uma taça de vinho tinto para os homens, acompanhando cada refeição.
  • Aumente a ingestão de frutas, verduras, cereais e frutos secos.
  • Trate de reduzir ao máximo o consumo de sal; quanto mais você puder reduzir, melhor. Se você for usar sal, acrescente-o em pouca quantidade. Uma vez que os alimentos estejam cozidos, prove para saber se o sal está suficiente. Se você puder, mude para sal marinho.
  • Reduza ao máximo a ingestão de carne de boi e porco.
  • Não frite os alimentos, cozinhe-os com um toque de azeite ao fundo do forno ou na frigideira.
  • Mastigue bem os alimentos até converte-los em uma pasta.
  • Elimine o consumo de açúcar processado, substitua por mel ou açúcar mascavo.
  • Incorpore alimentos ricos em fibras naturais na sua dieta.
  • Prefira comer as frutas e verduras de temporada e em uma ampla variedade mesclando cores, isso fará com que você incorpore uma maior variedade de vitaminas.
  • Prefira cozinhar a vapor ao invés de ferver.
  • Aprenda a cozinhar molhos com pouco ou nada de óleo.
  • Prefira o azeite de oliva extra virgem às outras variedades. Não use azeite para fritar, adicione-o a molhos e saladas já preparadas. Prefira usar azeite cru a usa-lo para cozinhar.

Alimentos que ajudam a desintoxicar o intestino

O brócolis é um dos chamados “superfoods” (super alimentos) por suas propriedades nutritivas e antioxidantes.

Coma alimentos ricos em fibras como verduras de folhas verdes (acelga, espinafre, brócolis), se possível crus ou ao vapor; alface; frutas cítricas e ameixas secas; granola, frutos secos e cereais como a aveia.

receitas-de-sucos-para-emagrecer

Também certas ervas ou alimentos como:

Psyllium ou Psílio: dessa planta se usa tanto suas sementes como a casca das mesmas. Alivia a prisão de ventre, porque é um laxante natural suave. Coloque entre 3 e 5 gramas da casca (ou 7g de sementes) em ao menos, ¼ litro de água.
Cáscara Sagrada: é obtida do tronco da árvore Rhamnus purshiana e se utiliza como laxante. Deve ser consumida em pequenas quantidades.
Alho: tradicional anti séptico, desintoxica o intestino. Pode funcionar tanto como laxante quanto depurativo de parasitas intestinais.

Alimentos e ervas para desintoxicar o fígado

O boldo tem propriedades para cuidar da saúde, tem efeitos benéficos com relação às disfunções estomacais e hepáticas.

Chá de boldo, cardo-mariano, dente de leão, ruibarbo, chicória e berberis: estimulam a produção de bile e protegem o fígado, além de colaborar com a digestão.
Alcachofra: ajuda o fígado, descompondo a gordura.
Beterraba: limpa o fígado e purifica o sangue.
Brassicáceas (como o brócolis, a couve-lombarda, etc.): neutralizam os efeitos da fumaça do cigarro e colaboram no processo de desintoxicação do fígado.
Cardo mariano: protetor natural do fígado.
Trevo vermelho: elimina toxinas do fígado e dos rins.
Raiz de dente de leão: estimula a eliminação das toxinas do fígado.

Desintoxicar o organismo de forma natural.

O limão ocupa o primeiro lugar entre os frutos curativos, preventivos e de fonte de vitaminas, o transformando em um grande eliminador de toxinas.

Cenouras: desintoxicam o organismo de metais pesados, assim como os pomelos (também chamados laranja-natal).
Limão: o líder em desintoxicação.
Cebolas: limpam o sistema respiratório.
Espirulina: alga hepato-protetora (protetora do fígado), desintoxica o organismo de metais pesados e beneficia os rins.
Chá verde: por conta de seus polifenóis é considerado um poderoso antioxidante, previne o câncer e reforça o sistema imunológico.
Como último conselho, antes de começar uma dieta para desintoxicar o organismo, consulte um nutricionista ou endocrinologista, únicos profissionais indicados para avaliar suas necessidades e elaborar uma dieta personalizada e balanceada.

Também saberá avaliar suas características particulares a fim de te aconselhar a melhor atividade física para você, de acordo com sua idade e condição física atual.

Gostou do artigo? Compartilhe com os amigos!